Resenha: A Seguir, Cenas Do Próximo Capítulo, de Cintia Lopes, André Bernardo

quarta-feira, maio 01, 2013

Seguindo então para a minha primeira resenha desse espaço, acho que vale a pena falar sobre as razões da escolha a respeito desse primeiro título: caso você nunca tenha tido curiosidade de dar uma olhadinha singela no perfil desta autora que vos fala, eu sou jornalista e com um grande fraco por telenovelas.

Sim: eu gosto de novelas, faço o possível para consumir e ler mais sobre o assunto sempre que posso. Acredito no poder de mobilização do gênero e não o acho “alienante”, como se limitam a crer a maior parte dos teóricos, filósofos de boteco e também tipos pseudopolitizados. Acredito tanto no gênero que ele foi a grande matéria-prima do meu TCC da faculdade.

Sendo assim, no dia em que vi este livro na livraria fiquei absolutamente doida, mas ele era caro demais para o meu bolso de pobre. Porém, anos e anos depois em uma das lindas promoções do Submarino, finalmente consegui o meu!

História encerrada e com final feliz e devidamente explicada, vamos ao que interessa:

A Seguir, Cenas Do Próximo CapítuloA Seguir, Cenas Do Próximo Capítulo

Cintia Lopes, André Bernardo - 282 páginas
Editora: Panda Books
Neste livro, Cintia Lopes e André Bernardo entrevistaram 10 autores para saber como é o processo de criação dos enredos, a escolha dos temas, a construção dos heróis e dos vilões, a reescrita da trama para atender o público, relação com diretores e atores e outros segredos da profissão autor de novela.

O livro tem como foco as particularidades e experiência dos principais autores de telenovelas brasileiras. No caso da obra e de sua época foram entrevistados Aguinaldo Silva, Benedito Ruy Barbosa, Carlos Lombardi, Gilberto Braga, Glória Perez, Lauro César Muniz, Manoel Carlos, Silvio de Abreu, Walcyr Carrasco e Walther Negrão.

Embora tenha sido editado em 2009 e com isso não abranja alguns dos autores mais prestigiados atualmente, o livro não perde sua credibilidade. “A Seguir, Cenas do Próximo Capítulo” abrange influências históricas e geradoras de marcos contextuais do gênero, e com isso faz com que seu trabalho possa perdurar. Embora muitos desses autores não sejam mais os grandes “badalados”, suas participações foram fundamentais para que a telenovela se consolidasse na TV brasileira.

A obra é composta por entrevistas com os escritores citados, além ainda do relatório de marcos da telenovela criados por cada autor, incluindo por exemplo “pares românticos, cidades imaginárias, bordões famosos, vilões memoráveis personagens fantásticos e cenas antológicas”.
Para os leitores mais interessados, também há a chance de conhecer os roteiros originais da principal obra de cada um deles.


As entrevistas foram muito bem conduzidas e não se limitam ao “falar bem da Globo”. Aliás, para os haters provavelmente será um livro interessante dado a quantidade de autores que já tiveram problemas de relacionamento com a emissora.

Há também muitas curiosidades sobre as obras e o processo de escrita e criação das histórias que fazem a cabeça dos telespectadores. Do mesmo modo, também toca em assuntos sérios como as relações entre autores x telespectadores e o rótulo de “alienante” que o gênero carrega através de seus anos de existência.

A obra serve muito bem para quem gosta do gênero telenovela, para quem trabalha com comunicação ou também para quem deseja aprender algo sobre o assunto. Não segue um viés teorico e tem linguagem acessível a leigos, sendo portanto indicada a todos que tenham interesse genuíno.
Portanto, caso você tenha interesse, mente aberta e muita força de vontade para aturar os comentários de nossos queridos pseudopolitizados e desinformados, esse livro com certeza será uma boa aquisição.

Leia também!

0 comentários

Não se acanhe e deixe seu comentário.
Mas não aceito comentários esdrúxulos, ofensivos, com erros, preconceituosos... Ahh, você me entendeu.

Google+

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Resenhas

Sensacional!

Muito bom!

É bom...

Já li melhores.

Horrível