Resenha: Páginas de Uma História, de Lilian Reis

segunda-feira, janeiro 06, 2014

Quem acompanha esse blog já percebeu que tenho um ritmo acelerado como leitora, não é mesmo? Não é novidade que alguém cogite que eu leia vários livros ao mesmo tempo. Eu realmente faço isso, embora não seja a mesma coisa quando o seu principal meio de leitura é um e-reader. E fiz algo parecido com isso enquanto lia "A Lua de Mel", que foi a última resenha publicada aqui no blog.

Contando a história direito: estive navegando no facebook na página Kindle Brasil e me deparei com a propaganda do ebook de uma autora que me persuadiu a ponto de pegar uma amostra do livro e ver se valia a pena comprar. A amostra era grande: li e tive algumas impressões que poderiam ser tiradas até mesmo pela sinopse. Impressões que não eram necessariamente boas, mas ainda assim me arrisquei e comprei o ebook:

A pergunta que não quer calar é: por que eu não confiei na minha intuição?


Título: Páginas de uma História
Autora: Lilian Reis - 328 páginas.
"E se algo inesperado mudasse todas as suas convicções? Após se casarem - de forma irresponsável -, Sara e Victor não se adaptam. Ele, empresário bem sucedido, agnóstico, arrogante e orgulhoso não apreende o conceito “viver a dois”, e, aos poucos, despreza a mulher. A jovem psicóloga, infeliz, por não conseguir lidar com os problemas alheios sem se envolver, decide abandonar a promissora carreira, e, encontra na escrita, sua verdadeira vocação. Ao atingir o sucesso com seus livros, desperta o interesse da imprensa local. Victor se sente ameaçado e começa a sentir ciúme doentio por ela. Mas, por orgulho, passa a ignorá-la ainda mais. Sara, por sua vez, acreditando que não mais era amada por seu marido, resolve pedir o divórcio e partir para a serra gaúcha, em busca de paz e uma vida nova. Ao chegar em casa, depois de um telefone emocionado da mulher, percebe que ela havia partido. Reconhece que não pode viver sem ela e resolve ir buscá-la. Contudo... “algo inesperado” acontece em sua vida, causando uma reviravolta ainda maior. Descubra nesse romance envolvente, como o ciúme, a impaciência, a intolerância, o egocentrismo, a traição e até mesmo o amor exacerbado, levam o casal a uma crise de proporções enormes... Será que o amor que ambos sentem um pelo outro, superará mediante tantos problemas? Mergulhe nas páginas dessa história e se emocione."

("Mergulhe nas páginas dessa história e se emocione." - Não, eu não me emocionei. Aliás, me emocionei por ter perdido o meu tempo. Sério.)

Bom... desde a sinopse eu não tive exatamente boas expectativas com o livro, mas como o negócio é não julgar um livro pela capa e nem pela sinopse, tentei uma amostra (Santa Amazon!). Essa amostra continha cerca de quatro capítulos... que também não me deram uma boa perspectiva. Mas pelo visto fui contaminada com a velha maldição do "sou brasileiro e não desisto nunca" e acabei comprando o ebook. O resultado não foi nada bom. Nada, nada ,nada bom mesmo.

O livro tem erros muito graves. Tão graves que não sei dizer se disponibilizaram o arquivo original sem revisão para a venda pela Amazon ao invés do revisado. Tanto em termos de escrita quanto pela história:
  1. Sara é nova demais para a bagagem profissional atestada pelo livro.
  2. Sara é alienada demais para a formação profissional atestada pelo livro. Por deus: como essa criatura conseguiu um diploma?
  3. Sara é burra demais para qualquer coisa citada no livro, ainda mais levando em consideração a formação profissional que ela tem. É um milagre que a personagem tenha chegado viva ao fim da história.
  4. As amigas de Sara são tapadas demais para suas respectivas formações profissionais. Ou seja: a amizade entre elas veio por pura identificação. Pelo menos é a única explicação que encontro para esse tipo de coisa.
  5. Victor é idiota demais desde o início até o fim do livro. Um personagem ruim dos pés a cabeça. Quase um doutor César de "Amor à Vida" em sua versão mais jovem e também mais irritante.
  6. Embora o Victor seja um idiota completo, a visão completamente unilateral do fato dele ser agnóstico é grave e chega a ser ofensivo a um agnóstico normal. A autora quase demoniza o personagem na sua falta de perspectiva religiosa embora ela seja vital para o desenvolvimento da história, assim como o seu próprio caminho nesse sentido foi absolutamente... oi?
  7. Alguns detalhes sobre os personagens do livro foram simplesmente dispostos nos capítulos de maneira solta e sem menor conexão, atrapalhando o andamento e fim dos capítulos.

Agora, o que é absolutamente imperdoável:

Um print do meu Kindle para PC em uma das passagens imperdoáveis do ebook.

  1. A autora descreve os personagens rindo com coisas como "kkkkk", "ká-ká-ká-ká" e "rá-rá-rá".
  2. Alguns sons simples do nosso cotidiano - pigarros, limpezinha básica de garganta e coisitas mais - são escritos pela autora como: "Rhum-rhum", "ham, "Urrrrrrrrrrrr".
  3. O gauchês dos personagens (especialmente Victor) chega a atrapalhar a leitura pelo excesso de "Bah" nos primeiros capítulos.
  4. O livro possui vários problemas no uso de vírgulas e chega a atrapalhar a leitura.

Em suma: estou arrependida de não ter confiado em minha intuição e fugido logo de cara. Da próxima vez tentarei dar mais atenção aos meus pressentimentos literários.

Uma corujinha de classificação, e isso porque não tenho nota menor para oferecer.


ATUALIZAÇÃO (30/05/2015): Aparentemente o ebook foi atualizado e revisado. Minha cópia disponível no Kindle  não apresenta mais as risadinhas muito loucas. No mais, não sei se outros itens foram revisados.

Leia também!

2 comentários

  1. Achei que fosse coisa de adolescente e escrevi todo um comentário com pena e dando apoio. Daí fui pesquisar e a mulher tem 45 anos. Tava na hora já de escrever um pouco melhor.

    ResponderExcluir
  2. Isso aconteceu com Hathor, de Markus Thayer. O livro além de completamente imbecil, tem sérios problemas de concordância e conjugação verbal. E a editora é a Novo Século, onde já peguei outros erros banais de português em outros livros.

    ResponderExcluir

Não se acanhe e deixe seu comentário.
Mas não aceito comentários esdrúxulos, ofensivos, com erros, preconceituosos... Ahh, você me entendeu.

Google+

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Resenhas

Sensacional!

Muito bom!

É bom...

Já li melhores.

Horrível