Como superar a ressaca literária?

quinta-feira, abril 23, 2015

Não é segredo para ninguém que minhas últimas semanas não foram nada fáceis. Problemas se acumulando, imprevistos surgindo e além de tudo isso, uma tremenda falta de ânimo para me envolver com leitura. Isso fez com que eu ficasse sem válvulas de escape, já que os livros costumam ser as melhores ferramentas para me distrair. Ou seja: eu estava em meio a uma ressaca literária.



Imagem: Não achei nem na busca reversa do Google. Quem souber me avise, please!
Os sintomas da ressaca literária são facilmente identificáveis pelo menos no meu caso: concentração dispersa, 'cabeça cheia', falta de vontade de sequer olhar para a estante ou para o Kindle, desânimo notável pela ideia de ter que escolher algo para ler. Sintomas que são péssimos para quem é leitora quase compulsiva. 

Além do estresse, algumas ressacas literárias acontecem após ter lido um livro muito bom. Eu mesma já passei por isso depois de livros como "Americanah" e "Ardil-22". Aliás, devo dizer que esse tipo representa a maioria das ocorrências do problema . Não que exista algum número ou pesquisa nesse sentido, isso é apenas um achismo. 

Imagem: Editora Arqueiro

Seja como for, durante esse período vi muita gente falando que estava passando por algo parecido e também usando o nome de 'ressaca literária' para nomear esse período tenso na vida de qualquer leitor A maioria dessas pessoas eram marinheiras de primeira viagem nesse assunto, portanto acho que vale compartilhar algumas dicas sobre o que fazer: 

1. Leia livros de não-ficção: Muitas vezes minha ressaca literária é reflexo do excesso de livros que leio. Com isso minha mente fica cheia de histórias e simplesmente pede tempo para conseguir digerir os assuntos, especialmente se as últimas leituras forem de livros densos. Nesse caso, os livros de não-ficção - especialmente as biografias - são armas bastante valiosas. No meu caso, esse tipo de obra é capaz de 'limpar a mente' e preparar o espírito para uma próxima leitura.

2. Leia livros de outro gênero: Comecei a sair da minha última ressaca literária quando resolvi ler uma distopia após uma sequência de romances e new adults. Na ocasião apelei para eles devido ao fato de precisar de uma leitura leve, mas com o tempo a temática começou a me intoxicar. Para acabar com os excessos lancei mão de uma alternativa completamente diferente em gênero literário. E funcionou. Pode ser que a mudança de ares possa fazer bem também no seu caso.

3. Apele para o seu guilty pleasure: Sabe aqueles livros que são um tremendo prazer culpado e que temos vergonha de assumir que lemos? Então, eles são boas ferramentas contra a ressaca  literária. O meu guilty pleasure são romances da Harlequin. Não sou leitora fiel, mas se a sinopse é boa gasto meus R$ 9,90 ou um pouco mais em ebooks desse tipo.

4. Respire fundo e espere passar: Essa poderia ser a primeira alternativa, mas eu sou muito impaciente para me dar essa folga a menos que seja necessário. Mas se o seu cérebro está pedindo arrego vale a pena tentar dar esse descanso a ele antes de tentar qualquer uma das alternativas acima. Vá fazer outra coisa e tente não se preocupar com isso. Quando menos esperar sua vontade de ler vai dar o ar da graça.  

E você? Tem algum truque para fugir dessa dita-cuja? 

Leia também!

0 comentários

Não se acanhe e deixe seu comentário.
Mas não aceito comentários esdrúxulos, ofensivos, com erros, preconceituosos... Ahh, você me entendeu.

Google+

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Resenhas

Sensacional!

Muito bom!

É bom...

Já li melhores.

Horrível