Resenha: O Demonologista, de Andrew Pyper

domingo, outubro 11, 2015

Sou uma fã assumida dos livros da editora DarkSide. Tenho algumas das publicações porque admiro o esmero, o capricho nas obras que eles publicam. Sem contar que eles se arriscam e trazem obras que editoras tradicionais do mercado não costumam publicar. O Demonologista foi uma obra que chegou com bastante animação, mas...






Sinopse:

O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico.

Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.

Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.


O livro


David vive uma vida melancólica. Sua esposa o traiu com um professor na universidade onde ele dá aulas e a única alegria de sua vida é sua filha de 11 anos. David tem grande amizade com uma professora e colega, quase um amor platônico, conta tudo para ela, menos o estranho convite que recebeu de uma mulher misteriosa, que pede que ele vá a Veneza investigar algo que seria de sua alçada. David é demonologista, um especialista na figura do demônio ao longo da história e da literatura.

Desgostoso da vida, ele aceita a viagem misteriosa depois de uma conversa pouco agradável com o amante da esposa. David então pega a filha e eles voam para Veneza, ficam no melhor hotel da cidade, como se fosse uma viagem de férias. Eis então que ele lembra por qual motivo estava na cidade e vai atrás do endereço que lhe foi fornecido. Ao chegar lá, ele é munido de uma câmera e entra em uma sala onde tem um homem preso à uma cadeira. E ele fala como se conhecesse David, como se tivesse noção da melancolia em sua vida.

Aquela pessoa faz com que David sinta suas convicções sejam balançadas. Ao sair dali aos tropeços, sem nem olhar para onde vai, ele percebe que sua filha está em perigo. Volta ao hotel, disposto a sair de lá o mais rápido possível. Mas enquanto arruma as malas, ela some. Por intuição, ele vai ao telhado e percebe que há alguma força controlando as situações e até sua filha, que despenca do telhado.


Avaliação


Título original: The Demonologist
Editora: DarkSide
Ano: 2014
Páginas: 320

Depois que alguns amigos leram e disseram que o livro não é tudo isso que parecia ser, fiquei bem desanimada de ler. Assim que o livro saiu em ebook resolvi pegar para ler e ver se valia à pena comprar a versão física. E vi que não vale. Tirando a belíssima arte da capa, que dá a impressão de ser um livro antigo, com a brochura desgastada, fiquei com a nítida impressão que o livro era um rascunho para um livro maior, melhor escrito.

O livro não assusta. O demônio não é tão bem caracterizado e assustador quanto esperei que seria. O protagonista é um bundão. Lamento, mas não tem outra palavra para descrevê-lo. A única personagem de destaque é a professora e melhor amiga de David, O'Brien, que está com um câncer incurável, mas que resolve ajudá-lo na busca para identificar o demônio que tomou sua filha. O final acontece abruptamente, sem resolver nada depois de 300 e tantas páginas. Ou seja, O Demonologista é somente um rascunho do que poderia ter sido.

E acho que o pior de tudo foram os erros de português do livro. O livro foi traduzido e deve ter passado por uma revisão, mas pelo visto nem mesmo o revisor pegou os erros que foram publicados. Foi o último prego no caixão do livro.

Uma coruja. E olhe lá.

Leia também!

2 comentários

  1. Engracado, depois de um tempo reparei que enquanto eu lia e imaginava o David Ullman como sendo o Al Pacino.. Rsrs

    ResponderExcluir
  2. E assim "O demonologista" sai da minha lista para sempre, amém! Frustrante!

    ResponderExcluir

Não se acanhe e deixe seu comentário.
Mas não aceito comentários esdrúxulos, ofensivos, com erros, preconceituosos... Ahh, você me entendeu.

Google+

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Resenhas

Sensacional!

Muito bom!

É bom...

Já li melhores.

Horrível