Resenha: A Febre, de Megan Abbott

domingo, dezembro 06, 2015

O livro me chamou atenção por causa da sinopse, por ser baseado em uma história real e por ter um bom comentário de Gillian Flynn, autora de Garota Exemplar, assim achei que valia à pena ler. Infelizmente, esse é o segundo livro recomendado por Gillian Flynn que leio que é bem ruim. Melhor parar de seguir as recomendações dela.

A Febre





Sinopse:
Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir. Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados.

Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV? Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa.


O livro


Dryden, Deenie, Lise e Gabby são inseparáveis, mas enganam bem à primeira vista. Elas não são essas amigas incríveis que se super apoiam o tempo todo. Ao longo da leitura vemos que há invejas, intriguinhas, fofocas, todo o tipo de comentários egoístas e ridículos entre elas. Deenie é filha do professor de Química da escola, o irmão é um jogador bonitão e popular de hóquei. Ela tem todas as neuras e mais algumas que uma adolescente de 16 anos teria.

Porém, Lise sofre uma convulsão inexplicável no meio de uma aula, deixando todos na escola muitos nervosos. A pequena cidade fica à flor da pele. Todos com medo pela menina, já que os médicos não conseguem determinar o que levou à convulsão. A comunidade fica com mais medo ainda pelos outros estudantes quando uma segunda estudante sofre um ataque semelhante e vai para o hospital. A situação fica ainda pior quando a mãe de Lise começa a questionar o departamento de saúde que aplicou vacinas de HPV em todas as meninas da escola.

O foco do livro é na família de Deenie, mas ela é a protagonista em boa parte do tempo. Ela tenta entender o que está acontecendo com as amigas, tentando assim adivinhar o que pode vir acontecer com ela. Será que ela é a próxima, será que ela estará num leito de hospital assim como a amiga Lise, que parece muito pior do que as outras colegas?


Avaliação


Título original: The Fever
Autora: Megan Abbott
Editora: Intrínseca
Páginas: 272

O livro engana bem, pois começamos devorando a narrativa, porém você alcança metade e nada é revelado, já tá chegando perto do final e nada também, até que a autora finaliza a história e você tem a impressão de ter sido enganada. A explicação dada para as convulsões e ataques é esdrúxula, completamente furada, sem sentido e no fim você imagina que todo aquele auê foi para nada.

A visão que temos das adolescentes é bem negativa. É quase como se nenhuma delas ali tivesse alguma virtude ou realmente fosse amiga uma da outra. Senti uma clima de competição que é bem danoso, onde existem fofoquinhas pelas costas umas das outras. Elas passam a impressão de serem bastante unidas, mas na real mesmo estão todas separadas por tantos aspectos negativos.

Durante a leitura temos uma série de eventos sendo colocados e o foco da história, que são os ataques, meio que fica de lado. E até o título, A Febre, não faz sentido depois de ler a história, especialmente com aquele final. No mais, o livro merece duas corujinhas, porque até começa bem, mas como não entrega o que promete, ele se perde já da metade em diante. Não recomendo essa leitura.

Leia também!

2 comentários

  1. Olá!!!

    Comecei a ler A Febre e realmente não estava explícita a real proposta do livro, sabe? Continuei a leitura, e quando já estava na metade do volume, conclui que não estava entendendo nadinha. Hoje é o 4° dia de leitura de livro e, sinceramente, nunca demorei tanto para ler um livro com tão poucas páginas. Nem terminei ainda, mas já considero como um dos piores que li.

    Abraços!!!

    www.pequenasmemoriasliterarias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai continuar? Acho que se fosse comigo eu já teria jogado o livro longe. xD Insisto em alguns, mas num caso desses...

      Excluir

Não se acanhe e deixe seu comentário.
Mas não aceito comentários esdrúxulos, ofensivos, com erros, preconceituosos... Ahh, você me entendeu.

Google+

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Resenhas

Sensacional!

Muito bom!

É bom...

Já li melhores.

Horrível